quinta-feira, 4 de março de 2010

O Brasil é denunciado junto a ONU por intolerância e ditadura religiosa



A yaloriyá Gilda morreu de infarto fulminante em 1999 depois que membros de uma igreja neopentecostal (Universal do Reino de Deus) invadiram seu templo e a acertaram na cabeça com uma Bíblia. É a imagem mais crua e sintética da intolerância religiosa que cresce no Brasil e que acaba de ser denunciada na Organização das Nações Unidas. Este sectarismo se expressa especialmente contra as religiões de origem africana, como no caso da sacerdotisa do candomblé Gilda, segundo o informe que a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) entregou esta semana a Martin Uhomoibai, presidente do Conselho de Direitos Humanos da ONU. Mas, também se manifesta contra outros cultos, como o judeu, o católico, o espírita e o muçulmano.


O documento apresentado por uma comissão multissetorial e de diferentes credos, relatando 15 casos atendidos pela CCIR em quatro Estados brasileiros, acusa das agressões, perseguições e propagação da intolerância religiosa as igrejas neopentecostais, especialmente a Igreja Universal do Reino de Deus. No discurso de captação de fieis dessas igrejas, que se baseiam na “satanização” das religiões afro-brasileiras, também “os judeus se converteram nos “assassinos de Cristo”, católicos em “idólatras de demônios”, protestantes históricos são acusados de “falsos cristãos” e muçulmanos de “demoníacos” por seguir Maomé e não Jesus”, diz o documento.
A comissão foi criada há pouco mais de um ano e está formada por 18 instituições religiosas e defensoras dos direitos humanos, como a Federação Israelita do Rio de Janeiro, a Congregação Espírita de Umbandistas do Brasil e outras vinculadas às religiões protestante, católica, muçulmana, candomblé, budistas e grupos ciganos e indígenas. A CCIR surgiu da “necessidade cada vez mais urgente de defesa dos religiosos de origem africana, frente aos processos de aniquilamento e demonização de suas práticas religiosas”, explica o documento entregue à ONU.

3 comentários:

willian disse...

é que para nós evangélicos os orixas nada mais são do que demônios disfarçados de caboclos guias entidades e etc...
Claro que devemos respeitar a decisão das pessoas de escolherem os credos religiosos que quiserem isso nós respeitamos .Mas quem é exu se não exu caveira demônio da morte,mas quem é iemanjá se o demônio que mata nos mares,quem é preto velho se não o demônio que destroi as pessoas nos vicios, quem é pomba-gira se não o demônio da maldita prostituição é isso que nos faz combater, quando essas entidades se manifestam nos terreros umbandistas eles dizem ser bons, mas quando oramos por uma pessoa dentro de nossas igrejas e eles se manifestam revelam que são demônios como vcs explicam isso, nos terreros de vc eles dizem que são entidades que só querem o bem, quando eles os mesmos que se manifestam aí entram numa pessoa e a gente ora EM NOME DE JESUS eles dizem realmente o que são então há algo de errado nisso e não aguentam uma ORAÇÃO DE PROPRIEDADE E AUTORIDADE EM NOME DE JESUS esses mesmos se espantam e desaparecem.
Um pastor estava num culto aí de repente chega um como vcs chamam de pai-de-santo e entrou na igreja só que antes o pastor tinha orado pra o SENHOR JESUS cercar aquele lugar com os anjos do senhor,aí ele chamou os guias aí os ditos guias de vcs disseram que não podia entrar por que o pastor tinha orado para DEUS cercar aquele lugar com os anjos dele, e aí como vcs explicam isso, me respostem por favor, e O SENHOR JESUS O DEUS TODO-PODEROSO ATRAVÉS DO ESPÍRITO SANTO CONVENSAM VCS QUE ESSAS PRATICAS NADA TEM A VER COM O BEM OU COM DEUS, TEM A VER COM O INIMIGO DAS NOSSAS ALMAS ISSO SIM DEUS ABENÇOE VCs xau !

Pat Kovacs disse...

Caro evangélico, para o mundo, vc pode achar até que a sua mãe é uma profissional do sexo, que ninguém tem nada a ver com a sua opinião NÃO expressa. É o SEU julgamento e é um problema seu! No momento em que vc expressa o seu julgamento baseado na SUA ignorância, na sua INCAPACIDADE mental de raciocinar e buscar informações a respeito do universo em que vive, pois que vc pode mesmo ser comparado a uma ovelha, que apenas aceita o que lhe é dado sem contestar, então o seu julgamento não tem nenhum valor e não passa de mera opinião de um debil ignorante incapaz de andar com as próprias pernas e pensar com a própria cabeça.
Existem 2 Deuses para vocês?
É o que parece. Pois quando falam dos demônios, os colocam como fossem uma criação à parte, provinda de outro criador. Deus é um só, e se há demônios como vocês acreditam que haja, é porque Deus o criou.
Vocês falam tanto em Jesus Cristo, mas não conhecem o evangelho, e só citam passagens do antigo testamento que é JUDEU.
Se você conhece lugares que se dizem de Umbanda e que praticam coisas más, é porque você foi atraído para esses lugares falsos, pois o semelhante atrai semelhante.
Olhe pra dentro de si mesmo e veja o que já em seu coração. Raiva, despeito, inveja, vaidade? NEM TODOS QUE DIZEM SENHOR, SENHOR ENTRARÃO NO REINO DOS CÉUS, sabe disso?

Uilian disse...

Caro Willian

Sua ignorancia beira a imbecilidade. Em nenhum terreiro se cobra um centavo por nada. Eu sou testemunha de dezenas de pessoas que sairam curadas, com emprego, com a vida melhor de dentro de terreiros. Conheço pessoas que frequentam terreiros a 10, 20, 30, 40 anos e são pessoas honestas, bem sucedidas e tolerantes. Tudo que acontece na sua igrejinha é teatrinho. E você nada mais é do que um fantoche. Continue pagando o dízimo e obedecendo o pastor. Fazer teatrinho é fácil. Difícil é respeitar o espaço alheio e não matar velhinhas com golpes de bíblia.