domingo, 21 de setembro de 2008

Setembro, mês das crianças na Umbanda.

No mês de setembro celebra-se a já popular festa de Cosme e Damião na Umbanda. Os irmãos médicos (não existem registros de que sejam gêmeos, como alguns acreditam), dos primórdios do cristianismo, foram sincretizados com as crianças na Umbanda, que jutamente com o pretos-velhos e os Caboclos formam o "tripé" da nossa religião, representando a pureza e a inocência. Embora a figura da criança passe a impressão, num primeiro momento, de fragilidade e até mesmo de despreparo, esses espíritos são incansáveis e competentes trabalhadores do astral, ajudando e amparando os necessitados que buscam seu apoio. Em alguns terreiros são chamados também de "erês", que em yorubá significa "bricadeira", "diversão" (e não "criança", como muitos afirmam - essa seria "omodé" nessa língua). As festas de Cosme e Damião constituem verdadeiros marcos nos trabalhos dos terreiros, sempre com muito doce, fartura e alegria, exatamente como as crianças gostam. Fica registrado aqui o nosso amor às "crianças do astral", que sempre no amparam.
Vale lembrar que o termo "erê" é mais apropriado ao Candomblé, embora muitos utilizem essa palavra para identificar os espíritos das crianças na Umbanda.
Misturas de nomes à parte, o importante nesse mês de setembro é lembrar de agradecer às crianças, que sempre vem em nosso auxílio (até mesmo quando não imaginamos) e deixar que seu bom humor, sua inocência e bondade contagie nossos espíritos, tantas vezes endurecidos.

3 comentários:

Patrick Ubirajara disse...

Excelente Blog

adriana disse...

Sempre aprendendo com esse blog.
Obrigada.

Evolução disse...

tem doce aí, tio? :D