segunda-feira, 30 de junho de 2014

A importância dos orixás em nossas vidas - por Roberley Meirelles


O que é orixá para nós, trabalhadores das diversas fraternidades que confiam e acreditam em regentes espirituais, temos a crença que Deus dividiu seus fatores ou energias em diversas formas dotando seus filhos ou espíritos, humanizando-os com seus atributos e instruindo-os para serem pólos magnéticos e condensadores para parâmetros humanos. Atribuímos muitas vezes aos orixás nossos modos de ser, viver, comportar, pensar, agir e, por fim, acreditar.

O orixá está na natureza, mas não é apenas a natureza. São fatores de energia e pontos de fixação para a evolução humana e principalmente aos trabalhadores da seara espírita ou umbandista ou candomblecista. Enfim, é mais uma benção de Deus.

O umbandista deve buscar o equilíbrio de todas essas forças da natureza através da prática da caridade, do respeito e amor à natureza e às coisas de Deus. A Umbanda nos ampara e nos propõe trazer o equilíbrio dessas forças para as nossas vidas. Desta forma seus filhos serão sempre pólos atrativos e condensadores dessas energias.

Trabalhar na Umbanda ou ser seguidor dos seus ensinamentos e parâmetros ensina e demonstra aos seres humanos que tudo está sempre em completa mutação, nada é estático ou imóvel e a evolução é contínua e chama a todos para que caminhem através de seus enviados de luz, que sempre nos trazem palavras de consolo, amparo, força, esclarecimento, caridade e amor, e assim fazer ultrapassar as paredes físicas do terreiro de Umbanda.

Sendo a caridade o objetivo principal do médium umbandista, a Umbanda não se propõe a se solução milagrosa para os problemas de ordem material criados por nós, mas propões que, através da harmonização com as forças da natureza, encontremos amparo e alívio para os nossos problemas.

Essas forças da natureza estariam dentro de nós, nascemos já preparados para a nossa batalha ou desafios como muitos comentam, somos amparados por nossos senhores, ou seja, nossos orixás, que significa:

ORI = Coroa ou cabeça
Xá  = Senhor ou luz

Poderíamos então dizer que orixá significa: senhor da cabeça ou senhor da luz.

Cada orixá tem uma função específica e até as que são antagônicas se harmonizam frente às nossas necessidades, por graça do Criador. Todas as energias emanadas pelos orixás estando em equilíbrio nos tornam melhores e facilitam a nossa passagem na Terra, por isso falei em benção de Deus e também em manifestações básicas e harmônicas dos orixás, pois algumas podem ser antagônicas, porém são complementares.  Tudo isso explica e justifica porque é fundamental estarmos equilibrados com os sete planos divinos com seus respectivos orixás, explica porquê não nos dedicarmos a um ou dois orixás específicos apenas.

Dentro da Umbanda trazemos todos os orixás para fazer parte da nossa vida, ou seja, a Fé, a Lei, a Justiça, o Amor, o Conhecimento, a Cura, a Evolução e, por fim, a Proteção. Todas essas forças devem fazer parte da caminhada do médium umbandista, todos temos a necessidade do amparo divino para conseguirmos a realização dos nossos planos reencarnatórios.

Sendo que orixá é a tradução mais evoluída do nosso sistema manifestada nas forças da natureza, não poderíamos nós termos a mais pura essência desses complexos etéreos, e sim a centelha desfocada que se  reflete, manifesta e influencia o médium, que vem traduzida e decodificada numa linguagem compreensível para nós.

A formação do arquétipo de cada um depende do grau evolutivo do médium e contribuições dadas à sua formação, tais como nível de consciência de vida de acordo com sua visão espiritual, qualidade da aprendizagem feita de encarnação para encarnação, historicidade cultural nessa encarnação, formação familiar e serviços prestados à comunidade em forma de caridade.

Quanto mais o médium trabalha em função da sua melhoria como ser humano, maior e melhor é a qualidade da influência vinda das egrégoras do astral, pertencentes aos regentes das coroas mediúnicas, ou seja, menos impurezas ele absorverá, já que seus sentimentos se tornarão forte filtro.

A jornada de um trabalhador de luz terá algumas facilitadoras, porém não será nada fácil atingir seu objetivo final; ele dependerá muito do comportamento dentro e fora do terreiro, porque a todo momento seremos lembrados que para alcançarmos e luz e podermos fazer parte dela, temos que deixar para trás as forças das trevas e a negatividade dos planos inferiores, que tão bem conhecemos.

Somos importante para Deus e os orixás, mas também somos importantes para as trevas e a escuridão. Devido ao magnetismo humano, somente nós temos a energia capaz de abrir alguns campos espirituais que se chamam ectoplasma.  Através dessa energia invisível aos olhos dos homens, muitas formas e pensamentos são alimentadas ou mesmo curadas no plano espiritual, por isso devemos estar sempre vigilantes em nossa capacidade e dedicação ao bem.

Somos importantes de verdade. Deus nos quer ao seu lado sempre, nos envia seus guerreiros e guerreiras para que possamos vencer a nossa batalha particular.  O resultado dessa guerra dependerá única e exclusivamente dos nossos desejos.

Roberley Meirelles.

Um comentário:

Gabriel cult disse...

OI PESSOAL . LINDA MATERIA DOS ORIXAS
AQUI EM BAIXO TEM UM LINKE DE UM DOCUMENTARIO QUE EU TAMBEM GOSTO
https://youtu.be/kOus5i5kIG4