quarta-feira, 30 de março de 2016

Banho de sal grosso: use, mas não abuse - Douglas Fersan



O banho de sal grosso é provavelmente o mais popular de todos. Basta alguém passar por um dia difícil que já vem logo alguém dizendo que é bom tomar um banho de sal grosso. Mas será que é tão simples assim?

O sal grosso é um poderoso agente neutralizador, usado desde tempos memoráveis - não apenas como banhos, mas até mesmo em batizados de alguns cultos, por se acreditar que seu forte poder neutralizador seria capaz de promover uma limpeza energética tão grande a ponto de limpar o ser do próprio "pecado original" (sic).

A verdade é que, como já foi falado, o sal grosso é um poderoso agente neutralizante e realmente é eficiente na retirada de energias. Mas como tudo que existe no meio espiritual e também material, deve ser usado com conhecimento e cuidado. Não é por qualquer motivo, um simples dia difícil no trabalho, por exemplo, que já se vai tomando um banho de sal grosso.

Em primeiro lugar, por ser um agente neutralizante, ele "limpa" o campo espiritual da pessoa de TODAS as energias, tanto as negativas e indesejadas, quanto as positivas e que nos dão proteção. Traduzindo: ao tomar um banho de sal grosso, você retira sim as energias negativas, mas tira também as suas proteção, pois já que ele é um neutralizante, ele não faz a distinção entre o que deve e o que não deve retirar.

Depois é preciso observar o modo como se toma esse banho: sempre do pescoço para baixo, nunca jogando na cabeça, evitando assim atingir os chacras coronal e frontal.

É preciso observar também a regularidade com que se faz esse banho. Não se deve abusar, pelas razões já descritas: evitar de neutralizar as energias positivas e protetoras. Evite fazer esse banho mais de uma ou duas vezes por mês.

Por fim, e talvez o mais importante, SEMPRE que fizer o banho de sal grosso, faça em seguida um banho de ervas, para repor as proteções neutralizadas por ele. Pode ser banho de alecrim e manjericão macerados (não fervidos), também do pescoço para baixo, feito sempre APÓS o sal grosso. O banho de sete ervas também é recomendado nessas situações.

Então, cuidado com aquilo que parece popular demais. Atrás de uma verdade popular podem existir perigos que desconhecemos. Use sim o banho de sal grosso, mas com parcimônia e da forma correta. Assim conseguirá se livrar daquilo que o incomoda e terá as proteções que necessita.

Douglas Fersan
.'.

Nenhum comentário: